NOTÍCIAS

Duca Leindecker lança nesse mês o álbum Baixar Armas, com 13 faixas inéditas

  • 12/03/2018

Duca Leindecker lança no próximo dia 31 de março o álbum Baixar Armas, com 13 faixas inéditas. O disco é um convite à reflexão sobre a epidemia de ódio e intolerância que assolou o Brasil nos últimos anos. Além da pegada roqueira, Baixar Armas traz a influência da MPB e do regionalismo neste novo trabalho de um dos maiores expoentes do rock gaúcho.

Com as participações de Humberto Gessinger, que toca baixo e assina a co-autoria da canção 0x0 ÑClaudio Mattos (baterias), Maurício Chaise (baixo, guitarras e vocais), Shana Müller(vocais), Mumu (baixo – Vera Loca), Luciano Albo (baixo – Os Cascavelletes), Veco Marques (guitarra – Nenhum de Nós), Edu Bisogno (teclados – The Hard Working Band), Marcelo Truda(guitarra e co-autoria em Zumbis e Fadas – Taranatiriça), Meco Dutra (baixo) e o produtor executivo Fabio Bolico, que assume as baquetas em Toda Verdade, Duca passeia entre piano, violões, baixos, guitarras e vocais. O músico traz canções que ora soam como antídoto para a intolerância, ora como simples canções e amor, caso da hipnótica Menina, composta para a filh a Laura. Em Mais um Dia, deixa evidente a dor com a perda do irmão e companheiro de banda, Luciano Leindecker.

Em Baixar Armas, Duca aborda temas difíceis sem deixar de lado seu otimismo e leveza. Gravado, mixado e masterizado na casa do artista em Porto Alegre, Baixar Armas já está com pré-venda autografada no site www.produtooficial.com.br e estará disponível nas lojas físicas e plataformas digitais a partir do fim deste mês.

SAIBA MAIS SOBRE DUCA LEINDECKER

Duca Leindecker iniciou a vida artística aos 13 anos de idade e, desde então, construiu uma sólida carreira como músico, compositor e escritor. No início dos anos 1990, foi convidado por Bob Dylan para, ao lado de Frank Solari, abrir os shows do músico americano pelo Brasil. Com a Cidadão Quem, Duca gravou sete CDs e um DVD e fez mais de mil apresentações pelo país, incluindo o Rock in Rio 3.

Ao lado de Humberto Gessinger, formou o Pouca Vogal. O duo lançou CD e DVD e fez mais de 250 shows pelo Brasil. Na literatura, seu primeiro livro A Casa da Esquina tornou-se um best-seller, com mais de 13 edições. A Favor do Vento e O Menino que Pintava Sonhos são igualmente bem-sucedidos e adotados em escolas e universidades.

Ganhou sete troféus Açorianos de música e suas obras já foram interpretadas por artistas como Tiago Iorc, Milton Nascimento, Chimarruts, Anavitória entre outros. Duca assina também trilhas sonoras de longas-metragens e séries para cinema e TV. Em sua carreira solo recente, lançou os discos Voz, Violão e Batucada, em 2013, e Plano Aberto (também lançado em DVD), em 2015.

GALERIA